segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

O Sexo e a Cidade

Ser feminista tem destas coisas...Dou muitas vezes comigo a pensar em valores e princípios. Uns que nos dignificam, outros que nos deixam no limbo da crítica...

Falo concretamente de sexo ocasional, botty calls, one night stands...or maybe too, who knows?? De facto, ninguém sabe, nem mesmo as pessoas envolvidas. Parte-se à aventura, sem saber bem como será o momento ou a manhã seguinte. Em muitos casos, nem mesmo o nome do parceiro... Mas curiosamente, os one night “standers” afirmam saber sempre para o que vão. Porque sabem sempre aquilo que querem - sexo e prazer - e aquilo que não querem - envolvimento emocional ou até mesmo bisar. E tudo isto é perfeitamente natural e legítimo, desde que ambas as partes estejam cientes das regras...Se foi algo meramente carnal e furtivo, não é saudável alimentar esperanças, ideias de continuidade ou algo mais, porque a outra parte já pode ter desligado...

É exactamente aí que está a parte mais difícil para alguns, sobretudo para a classe feminina: não se envolverem demais...Li um comentário algures que as mulheres fazem sexo para ter amor, a meu ver um comentário sábio. Conteste quem quiser, mas é rara (embora em número crescente) a mulher que consiga envolver-se sexualmente sem o fazer emocionalmente. Somos formatadas para ser seres emocionais e está mesmo nos nossos genes, logo, pôr isso de lado e extrair só prazer, acontece, claro...mas acredito que por força das circunstâncias. Ou seja, são precisos dois para dançar o tango e, a não ser que gostem de ser mártires, não vale a pena andar atrás quando ficou claro que era só mesmo aquilo...

Afirmar-me feminista e ao mesmo tempo acreditar nesta grande desigualdade entre homens e mulheres, pode ser incoerente. Mas é como vejo as coisas. Antes não fosse...Antes não estivessemos perante uma faca de dóis gumes que nos faz ser presas por ter cão e por não ter. Porque se nos igualamos aos homens na naturalidade com que encaramos o sexo ocasional, somos fáceis e levianas. Se somos mais ponderadas ou mais dadas a relacionamentos, então o mais provável é ficarmos uma boa temporada no banco, porque a fila anda e não é devagar. Ao olhar da critica e do julgamento, as coisas são assim. Mas também ao olhar masculino que rapidamente perde interesse se nos interessamos/entregamos muito depressa, ou que rapidamente também perde interesse se sente que a vida lhe é dificultada (ver: Como conquistar alguém em 10 dias).

Ora, então em que ficamos? A resposta poderia ser: na dúvida. Mas isso seria para quem não sabe o que quer e sobretudo aquilo que não quer....Porque é a isso que nos devemos agarrar e defender: aquilo em que acreditamos, sentimos, achamos certo ou errado para nós. Independentemente do que a outra parte possa pensar ou a sociedade em que se está. Assim, não haverá margem para erros ou decepções. Seja feita a sua vontade, e se for a vontade dos dois, porque não? Se não for, também não é por aí que vai ficar a perder, pelo contrário. A consciência fica sempre a ganhar e ao fim do dia é tudo o que conta: sentirmo-nos bem na nossa própria pele, não na que deveria ser para ficar bem na fotografia...Seja em que sessão for. Na púdica ou na libertina.

Pessoalmente, faz-me confusão a inversão da ordem das coisas. Se antes as pessoas conheciam-se primeiro e só depois se envolviam sexualmente, hoje primeiro há sexo e depois, SE for possível, conhece-se a melhor a pessoa. Para quem gosta de saber minimamente o relvado em que pisa, ou não gosta de jogar só para aquecer, ficar no banco parece-me a opção mais sensata...

Just because it feels good, doesn’t make it right...

sábado, 5 de dezembro de 2009

I Pledge! What about you?



Eu comprometo-me:
A ser melhor pessoa a cada dia.
A ser melhor irmã, melhor filha, melhor amiga, melhor companheira...

Eu comprometo-me:
A ajudar a Associação Helpo ao apadrinhar uma turma de alunos carenciados em Moçambique.
A abraçar as causas que me toquem e que toquem a vida de alguém.

Eu comprometo-me:
A fazer a diferença
A lutar pelos meus sonhos até ao último dos meus dias e incentivar outros a fazer o mesmo.

Eu comprometo-me:
A não julgar, a não criticar, a não questionar as pessoas só porque são diferentes de mim.
A aceitar e perdoar.

Eu comprometo-me:
A ser mais responsável, consciente e interventiva quanto ao mundo que me rodeia, começando pelo ambiente.
A fazer da informação prioridade e a melhor ferramenta para tudo.

Eu comprometo-me:
A ser para as pessoas aquilo que eu quero que elas sejam para mim: boas!
A ser verdadeira, honesta, digna e positiva.

Eu comprometo-me:
A ser feliz e a fazer feliz.

Eu comprometo-me! Compromete-te também. Faz a diferença na tua vida e na vida de alguém. Cria um post com o teu compromisso.

Let's turn this world wide!

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Arma mortífera? Talvez tenhas razão...

Lethal Weapon from mtv staying alive on Vimeo.



A MTV e a Staying Alive têm sido exemplares no que toca a consciencializar as pessoas para a realidade do VIH. As campanhas, já de si, são virais, mas também podemos ajudar a espalhar a mensagem. Sabe mais em http://staying-alive.org/en/

domingo, 15 de novembro de 2009

Em Angola é assim...

Quem me conhece sabe que não páro...E uma das vertentes da minha versatilidade é esta: trabalhar em publicidade...

video

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

So you think you can dance?

They realy do!

Se há coisa que mais me arrepia e prende é ver talentos, sobretudo na área da dança e da música.

Eis algumas actuações BRILHANTES do melhor programa de dança de sempre! LINDO, LINDO, LINDO!











sexta-feira, 23 de outubro de 2009

It´s just Destiny...

Duas músicas que adoro das Destiny's Child (quem sempre adorei) e que traduzem, todos os dias, o que sinto em relação à vida e a Deus. E hoje, foi particularmente reforçado...É simplesmente o destino...

Obrigada!!

Jesus loves me...I know He does!







Thank you Lord Hallelujah
You've been so good to me
Thank you Lord Hallelujah
I'm grateful for my blessings
I'm grateful for my struggles
Trials and tribulations I've been through
I realize no one
Can love like you do
Thank you Lord Hallelujah
I feel your presence near
Thank you Lord Hallelujah
I won't hold back my tears
I gave you my trust
and you took me out of the dark rain
My lord I survived it
I give you the praise

Jesus loves me
Oh yes he does
Jesus loves me
Oh yes he does
Jesus loves me
Oh yes he does
For the bible
tells me
so
My Jesus loves me
I know he does

(Destiny's child)